Cadê a verdade que estava aqui? Parte II

Itabirito-MG

Foto: Cezzane Cézar Fernandes 2017

Verdade ou Mentira?

Post truth ou pós-verdade foi considerado um dos termos polêmicos mais discutidos atualmente pelos veículos de comunicação.

Caracteriza um período em que as falsas notícias ou fake news ganharam força através das redes sociais.

 

Em contraponto a este dilema, profissionais como jornalistas e comunicadores de diversas plataformas se mobilizaram em busca de uma resposta para o fenômeno que põe em risco a credibilidade do sistema comunicacional.

A pós-verdade consiste na relativização da verdade, na banalização da objetividade dos dados e na supremacia do discurso emotivo. (ZARZALEJOS, José Antônio. COMUNICAÇÃO, JORNALISMO E `fact-checking.

A inversão de valores na sociedade pós-contemporânea

Como se manter íntegro numa sociedade adversa onde a corrupção e a distorção de valores se tornaram regra de fé e prática?

Ser cristão nos dias atuais é NADAR CONTRA A CORRENTEZA. A maioria da população tenta seguir os padrões de comportamento ditados pela sociedade pós-contemporânea e acabam se tornando escravas de um sistema depressivo e de ansiedade. O rompimento do elo  entre o homem e Deus provocou sua queda. A humanidade passou a viver de aparência, descartando o SER e priorizando o TER. O consumismo e a tecnologia avançada substituíram os laços fraternos inerentes do ser humano. O Egocentrismo tornou-se o protagonista deste enredo e o amor à matéria, ao físico passou a ser a ESSÊNCIA das gerações Y.

O personagem bíblico Jó nos deixou uma lição de vida extraordinária.

De acordo com os relatos do Velho Testamento ele perdeu tudo o que tinha exceto sua integridade (JÓ 2.9). Manter-se firmado nos princípios e ensinamentos de Cristo na sociedade em que estamos inseridos é o grande desafio da IGREJA. Aquele que permanecer até o fim desta jornada, terá garantida a salvação e a vida eterna (Marcos 13.13).  E não se esqueça:  um dos pré-requisitos para alcançarmos essa dádiva divina é sermos odiados por aqueles que se contrapõem ao EVANGELHO. Portanto, não ser bem-quisto nesta escola profana pautada no materialismo é um privilégio para aqueles que depositam sua fé em uma VERDADE inquestionável: JESUS CRISTO.

Salvos pela GRAÇA!!!

Muitos acreditam que os nossos méritos são capazes de nos resgatar de privações e intempéries existenciais. Essa atitude peculiar do ser humano está pautada na pretensão e soberba. Logo, a nossa limitação é fatídica: Viemos do pó e ao pó retornaremos como afirma as Escrituras.

imagem deserto

Encontrar um manancial no deserto é ouvir a palavra de Deus.

O ar que respiramos e o permanecer vivo não depende da nossa vontade. Por mais que a ciência evolua na tentativa de prorrogar o tempo e a permanência do ser vivo no planeta, a possibilidade de encontrarmos a fórmula mágica para produzir vida é nula. Somos reféns de nós mesmos, alvo fácil do nosso maior inimigo: o “Eu”. O ego nos dá a impressão de que somos seres superiores, no entanto, é incapaz de explicar o fenômeno denominado Deus. Para isto, os cientistas então criaram uma saída, dando ao desconhecido Deus uma definição clássica: uma força cósmica capaz de produzir efeitos em milhares de anos para que nós viéssemos a existir.

Essa energia trouxe sustentação ao planeta até os dias atuais. No entanto, não pode pelos métodos científicos ser rastreada e descrita com precisão. Cabe a nós, seres humanos rever nossos conceitos e valores. Compreender que o mérito da salvação é daquele que nos criou e deu-nos a chance do recomeço. Esse ato de amor foi deliberado no momento em que transgredimos a lei divina, nos posicionando como seres habilitados a estar no lugar de Deus.

Houve algumas definições sobre este Ser Superior em um livro considerado arcaico para alguns, denominado Bíblia. Esta bibliografia apesar de críticas adversas se manteve durante séculos e reafirma um princípio inquestionável: o Amor.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que Nele crê não pereça mais tenha a vida eterna (JO 3.16). De acordo, com o apóstolo Paulo, seguidor de Cristo, fomos salvos pela graça mediante a fé e não por obras para que ninguém se glorie. Isto não vem de nós é dom de Deus. (Efésios 2:8-9)

Por fim, Deus é Deus. Ninguém explica Deus.